quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Primeiro Passo


Já tenho motivos suficientes para ir embora cheio de amarguras em meu coração

Darei o primeiro passo em direção à porta. Não faça mais aquele olhar de desgosto

Deixei sobre a mesa as minhas chaves, o anel e uma lágrima

Eu saberei que errei, mas só eu saberei

Pois esta carta é bem mais suposta que navegue os rios e os mares

Sem que mesmo uma letra saia nas páginas

Darei o primeiro passo em direção à porta. Não faça mais aquele olhar de desgosto

Acho que a mágoa é necessária para que eu me ponha à légua

Tenho certeza que estou vendo, pois ainda enxergo aquilo

Que outrem põe as mãos sobre o rosto para passar em branco

Sou e ainda serei o mesmo escritor, com as mesmas lástimas e com o mesmo sorriso

Sou e sempre serei um alguém apaixonado por minhas letras e tentando lhe esquecer

Darei o primeiro passo em direção à porta. Não faça mais aquele olhar de desgosto

Mas tente me impedir.

Um comentário:

*Simone Poesias* disse...

Que bonito amigo!
Estava com saudade de ler suas poesias.

Bjoss XD