terça-feira, 26 de julho de 2011

Partituras

"Não te diria que você é aquilo tudo o que eu precisava. Mas lhe faria três canções nas quais meus gritos pudessem esclarecer que você é parte da minha pele, quase um corpo meu. Te diria que não se guarda na língua os passos pra frente e nem nos olhos a vontade de ter, de ser aquele que corresponda às palavras que ainda não pude ouvir, pois enquanto escrevo calo tua boca com as novas anedotas e com a minha que pretende ir de encontro à sua."
"E que no final da noite você seja a poesia que eu escrevo, que seja ainda a musa das estrelas e minha inspiração. Quando terminar a noite que seja o céu e o meu dia, que não caia do pensamento e que me abrace com a mesma vontade de ontem e o mesmo sorriso de amanhã"

2 comentários:

*Simone Poesias* disse...

Belo demais teu poema...parabéns!
Bjinhos ;)

danilo disse...

eu queria mto ter essa facilidade de me expressar. tá ótimo o texto!